“Não somos a metade mais fraca.”

Recentemente temos ouvido muito alguns termos novos, como: woman interrupted, empoderamento feminino, e até mesmo muito se fala do crescimento dos movimentos femininos. Há algum tempo, nem sabíamos o porquê do dia 08 de março ter sido escolhido como Dia Internacional da Mulher. Mas será que realmente sabemos? Bem, como consequência da forma como a informação se propaga mais rapidamente e a facilidade de acesso que a internet permite, temos hoje uma grande crescente desses movimentos e conceitos. Aqui nesse artigo vamos te contar a história do surgimento da data e talvez refletir um pouquinho sobre isso.

08 de março

Quem pesquisou sobre os motivos dessa data deve ter se deparado com a história de uma fábrica em New York (EUA), que pegou fogo em 1911 em decorrência de suas condições precárias de trabalho, vitimando 125 mulheres e 21 homens, porém, existe algo um pouco estranho nisso, pois o incêndio ocorrera no dia 25 de março.

Com isso, chegamos à conclusão de “que algo de errado não está certo”. Mas espera aí que eu vou te explicar.

Durante os anos 10 e 20 (1901 – 1919), tanto na Europa quanto na América, ocorreram uma série de protestos por melhores condições de trabalho, milhares de mulheres por todo o globo se uniram e marcharam clamando por direitos igualitários, melhores condições de trabalho e uma jornada de trabalho justa. A grande maioria desses eventos ocorreu dentro do mês de março.

O que encontramos especificamente no dia 08 de março, foi uma marcha com operarias da antiga união soviética que saíram a rua para protestar contra a fome e a primeira Guerra Mundial – isso aconteceu em 1919. Agora faz um pouco mais de sentido!

A ONU (organização das Nações Unidas) definiu em 1975 o dia 08 de março como o dia Internacional da Mulher para lembrar as conquistas femininas e para mantermos vivas suas causas.

Nós do Instituto Terceira Visão, preparamos um vídeo super bacana com as mulheres que fazem parte da nossa família, quer conferir? Assista o vídeo.

Gratidão!